Josias de Souza

Bastidores do poder

 

Secos & Molhados

Após governar como violinista, Lula ‘refuga’ o violino

Sérgio Lima/Folha

 

Ao montar as equipes com as quais governou por dois mandatos, Lula revelou-se um compositor de talento. Compôs com todo mundo.

 

Em ação, guiou-se por uma velha máxima da política: Governar é como tocar violino. Pega-se o instrumento com a esquerda. Toca-se com a direita.

 

Nesta terça (23), Lula assistiu a uma apresentação da sinfônica infantil que leva o nome de sua mãe.

 

Alunos de uma escola municipal de Tocantins (TO), os meninos da Orquestra Sinfônica Dona Lindu tocaram para Lula na Base Aérea de Brasília.

 

Animado, o homenageado tomou de empréstimo um violino. Seguiu a cartilha: instrumento com a esquerda, arco com a direita.

 

Algo desajeitado, arrancou das cordas um fenômeno acústico muito distanciado do que se convencionou chamar de música.

 

Entre risos, Lula desculpou-se. Alegou que lhe faltava não a habilidade, mas um dedo.

 

Uma deficiência que, na execução da partitura da Presidência, o PMDB supriu com raro talento.

 

- Siga o blog no twitter.

Escrito por Josias de Souza às 06h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Numa sessão improdutiva, Suplicy cantarola Vandré!

- Aqui, mais sobre o 'talento' vocal de Suplicy. Siga o blog no twitter.

Escrito por Josias de Souza às 19h32

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mudança de Dilma já seguiu para a ‘Granja do Torto’

Fotos: Sérgio Lima/Folha

 

Ao retornar da viagem a Seul, Dilma Rousseff terá novo endereço em Brasília. Deixa a casa que o PT alugou para ela no Lago Sul, bairro chique da Capital.

 

Vai à Granja do Torto, espécie de Camp David dos presidentes brasileiros. Concluiu-se nesta sexta (12) a mudança da presidente eleita.

 

O repórter Sérgio Lima clicou o vaivém. Móveis, eletrodomésticos e objetos pessoais foram retirados da casa (foto abaixo) e transportados para a Granja (acima).

 

Dilma mimetiza Lula. Ele também acomodara-se no Torto na transição de 2002, antes de receber de FHC as chaves do Palácio da Alvorada.

 

Na Granja, Dilma livra-se do assédio dos repórteres e da curiosidade dos vizinhos. Ganha, porém, outras companhias incômodas.

 

A residência de campo da Presidência é adornada, ao fundo, por uma mata. Ali, aninham-se famílias de tucanos.

 

Na sucessão de 2006, quando disputava a reeleição contra Geraldo Alckmin, Lula revelou o desconforto que a visão dos bicos grandes lhe causou.

 

Deu-se num comício realizado em Araraguara (SP), em 23 de setembro de 2006. Ardia nas manchetes o escândalo do dossiê dos aloprados.

 

Em discurso apinhado de críticas aos tucanos e à imprensa, Lula considerou-se melhor que seus rivais:

 

"Se colocar todos eles num balaio, não valem o que eu valho. Do ponto de vista moral e ético."

 

Discursava para cerca de 7.000 pessoas. Lero vai, lero vem contou que testemunhara na Granja do Torto o quanto os tucanos são "predadores".

 

"Por trás daquele bico bonito, tem coisa ruim. É importante a gente admirar a beleza, mas tomar cuidado. E muito cuidado...”

 

“...Eles [os tucanos políticos, não as aves] pregam praticamente o ódio contra o PT e contra os partidos de esquerda. Nós não precisamos responder com mesmo ódio".

 

No discurso da vitória, feito nas pegadas do anúncio oficial da contagem dos votos, Dilma estendeu a mão à oposição.

 

Se quiser, pode inaugurar a nova fase, de união nacional, oferecendo alimentos aos tucanos da Granja do Torto. Diz-se que adoram bananas.

 

 

- Siga o blog no twitter.

Escrito por Josias de Souza às 18h55

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em Berlim, exposição sobre Hitler provoca incômodo

Siga o blog no twitter.

Escrito por Josias de Souza às 19h35

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Josias de Souza Josias de Souza, 46, é colunista da Folha da S.Paulo.

BUSCA NO BLOG


Twitter RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.