Josias de Souza

Bastidores do poder

 

Secos & Molhados

Chega a Brasília, com os seus perfumes, a Primavera

Fábio Pozzebom/ABr

 

Chegou a Brasília a Primavera. Veio espremida entre o ocaso do inverno e a perspectiva do verão.

 

Trouxe bons ventos, estampas luminosas e aromas agradáveis. Mas, em Brasília, tudo o que respira conspira.

 

E, na qualidade de prima, a Vera não tardou a farejar os odores que exalam do Senado.

 

Desalanetou-se com a notícia de que Sarney decidira extinguir 500 cargos. Coisa inócua.

 

Na prática, são cargos já desocupados. Eram de gente que se aposentou. Mas são janelas que se fecham.

 

Animou-se, porém, ao saber de outra novidade: certos senadores poderão deslocar para os escritórios estaduais dois servidores.

 

Prima Vera não tem experiência em campanha. Mas, dotada de encantos, considera-se apta a ocupar uma vaga fantasma.

 

A Vera, por prima, busca o contracheque, não o trabalho. Ela tem pressa. Além da concorrência, tem contra si o relógio.

 

Logo chega o verão. Com ele, todos os vapores. E novas oportunidades de meter a mão.

Escrito por Josias de Souza às 06h13

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula aparece em filme de Oliver Stone sobre Chávez

Em seu filme mais recente, o diretor norte-americano Oliver Stone levou às telonas uma peça de propaganda do companheiro Hugo Chávez.

 

Chama-se "South of the Border" (Ao Sul da Fronteira). Exibe um Chávez heróico, líder de um povo que não se curva às pressões (veja um pedaço lá no alto).

 

Stone compra –e revende— a tese de que a mídia e a Casa Branca satanizaram o presidente da Venezuela e seus congêneres latino-americanos.

 

O documentário contém entrevistas de Chávez e da companheirada –a argentina Cristina, o boliviano Evo, o paraguaia Lugo e o brasileiro Lula.

 

Num ponto, Stone tem razão: os EUA erraram ao demonizar Chávez. Não é demônio. É apenas um fanfarrão deletério.

 

A presença de Lula na película não o dignifica. Na bica de concluir o seu segundo mandato, Lula revelou-se muito mais sagaz do que os vizinhos exóticos.

 

Na economia, Lula teve a sobriedade de conservar o que recebera de bom. Na política, teve a serenidade de resistir à tentação do terceiro mandato.

 

Lula só não teve a sabedoria de fugir às lentes de Oliver Stone.

Escrito por Josias de Souza às 20h16

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

YouTube bloqueia vídeo que usa ‘Hitler’ contra a aids

Há pedaços do passado que, por latentes, não passam. Estão aí, flutuando sobre o presente como exemplos idos de páginas malferidas.

 

Uma ONG alemã chamada Regenbogen decidiu usar a imagem de três carniceiros do passado –Hitler, Stalin e Saddam— contra uma assassina do presente –a aids.

 

Sob o lema "a aids é uma assassina em massa", a entidade produziu um vídeo e cartazes em que os ditadores aparecem fazendo sexo.

 

Cenas e imagens causaram incômodo inaudito. A DAH (Associação Alemã de Ajuda contra a Aids) considerou-as inadequadas.

 

O sítio YouTube tirou do ar o vídeo em que um ator representa um Hitler lascivo. São evidências de que o ser humano tem dificuldade pora revolver certos monturos acumulados na sua memória.

Escrito por Josias de Souza às 18h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Josias de Souza Josias de Souza, 46, é colunista da Folha da S.Paulo.

BUSCA NO BLOG


Twitter RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.