Josias de Souza

Bastidores do poder

 

Secos & Molhados

Surge suposta ‘namorada brasileira’ de John Mccain

Surge suposta ‘namorada brasileira’ de John Mccain

  Zero Hora
Num livro de memórias escrito em 99 –“Fé dos Meus Pais”— John McCain conta que, na mocidade, teve uma namorada brasileira.

 

A rede de TV ABC News foi atrás. E localizou, no Rio, Maria Gracinda Teixeira de Jesus (na foto).

 

Hoje entrada em anos, Gracinha, 77, jura de pés juntos e dedos descruzados que é ela a ex-namoradinha de McCain. Chamava-o assim: “Doce de coco.”

 

Agora levada às páginas dos jornais brasileiros (aqui e aqui), Gracinha refere-se ao candidato à Casa Branca em timbre afetivo e pouco republicano:

 

“Ele era gostosinho, carinhoso e romântico.” Ou ainda: “Ele beijava muito bem.”

 

Segundo conta, conheceram-se num almoço a bordo do no navio português Vera Cruz, ancorado na Praça Mauá, em 1957.

 

Três anos antes, Gracinha candidatara-se a Miss Distrito Federal de 1954. Antes, em 1949, fora eleita, aos 17, Rainha do Comércio do Rio.

 

A versão de Gracinha difere do relato de McCain. No livro, o candidato diz ter conhecido seu amor brasileiro numa festa do ‘hy society’, no Pão de Açúcar.

 

"Nós dançamos no terraço admirando a paisagem da baía até 1h”, anotou McCain. A certa altura, “senti que a sua bochecha estava úmida...”

 

“...‘Qual o problema?’, perguntei. ‘Nunca mais vou vê-lo novamente’, ela retrucou. Eu disse a ela que estaria na cidade por mais oito dias...”

 

“...E ficaria com ela o tempo que ela quisesse. Mas ela rejeitou, dizendo: ‘Não, eu não posso vê-lo nunca mais.’"

 

Gracinha sugere que o trelelê com McCain teria sido mais profundo, chegando inclusive aos lençóis.

 

Ela conta que tinha um Cadillac Eldorado conversível azul-turquesa –nas páginas do livro, McCain refere-se a um Mercedes.

 

Segundo Gracinha, o casal passeou de carro pela Barra da Tijuca. Por vezes, os passeios teriam terminado na casa dela.

 

“Ele era uma graça, um amor de pessoa, adorava passear comigo. Foi um amor grande, mas aí ele viajou e acabou. Do contrário poderia estar com ele até hoje.”

 

E se fosse a primeira-dama dos EUA? “Não gosto de política, ia cuidar de bichos, de crianças e idosos. E ficar de olho no John sempre. Ter ciúmes daquele homem é uma coisa normal.”

 

Caso McCain prevaleça sobre Barack Obama, Gracinha planeja enviar-lhe um telegrama. Vai assinar assim: "Seu grande amor do Brasil".

Escrito por Josias de Souza às 20h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um supermercado só para pobres; pobres austríacos

Um supermercado só para pobres; pobres austríacos

Escrito por Josias de Souza às 17h15

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Surge alguém capaz de fazer ‘gato-sapato’ de Lula

Surge alguém capaz de fazer ‘gato-sapato’ de Lula

Animação sobre fotos de Lula Marques
 

 

Um avô, como se sabe, é um pai sem exigências. Não seria diferente com Lula.

 

Levado pelo presidente ao palanque do 7 de Setembro, o menino Ashtar revelou-se mais ousado do que toda a oposição junta.

 

Filho de Fábio Luís, um dos filhos de Lula e Marisa, Ashtar fez gato-sapato do avô.

 

Num instante em que é adulado em todos os palanques municipais, Lula arrostou até mordidas do neto.

 

Mordidas de amor, contudo. Em tudo semelhantes às bicadas do tucanato.

 

Se Lula não cuidar, o menino acaba sentando praça no PSDB quando crescer.

Escrito por Josias de Souza às 17h40

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Paranóia!

Paranóia!

Angeli
 

Via UOL.

Escrito por Josias de Souza às 02h30

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Desperdício de grampo!

Desperdício de grampo!

Escrito por Josias de Souza às 02h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pré-saliva!

Pré-saliva!

Escrito por Josias de Souza às 02h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

‘Lulalice’ e o Brasil das maravilhas do ‘pré-saliva’

‘Lulalice’ e o Brasil das maravilhas do ‘pré-saliva’

UOL
 

PS.: O petróleo ainda é uma ficção futurística, mas as frases são reais.

Escrito por Josias de Souza às 00h02

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Josias de Souza Josias de Souza, 46, é colunista da Folha da S.Paulo.

BUSCA NO BLOG


Twitter RSS

ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.